Menino e Menina


Menino e Menina


Ruth de Aquino, na sua coluna de O Globo em 05/01/2019, ou está ironizando a metáfora da ministra Damares Alves, ou não entendeu nada mesmo...Ou, pior, quer confundir!

Prezada articulista, o que a ministra quis dizer é que o sexo de um indivíduo é determinado por um par de cromossomos (cromossomos sexuais). As fêmeas possuem o mesmo tipo de cromossomos sexuais (XX), e por isso chamado de sexo homogamético. Os machos são o sexo heterogamético, contendo dois tipos distintos de cromossomos sexuais, um X e outro Y.

Vale dizer, ao nascer, um ser humano é macho ou fêmea. E quem diz é a biologia. Assim, qualquer tentativa de usurpar o que a Natureza previu é heresia contra os seres humanos.

Em termos hedonistas, nenhum problema há em ter prazer com o mesmo sexo. Sinto até inveja... Agora, transformar transtornos psiquiátricos em normalidades é deturpar a moral cristã de uma sociedade organizada, algo que somente a doentia reengenharia social comunista poderia pretender. E, felizmente, agora temos um verdadeiro presidente!

Aliás, jornalista, qual a diferença entre um homem se dizer "Kelly" e um louco no hospício se dizer "Napoleão"? Tecnicamente, ambos possuem transtornos de personalidades. E devem ser tratados...

Menino é menino. Menina é menina. E sexo, desde que consensual e com pessoas com mais de 18 anos, que cada um faça como quiser. Sexo não é questão de Estado. Destruir sociedades, sim!

Veja nosso site e fique atualizado

https://www.cotaperiscopica.com.br/


Comentários