Racismo no Brasil? Nunca...




Dividir para desunir, eis o mote que desde 1985 rege o país.

O Brasil não é dividido em negros e brancos, homens e mulheres, gays e héteros, vascaínos e flamenguistas etc...
Somos uma nação (ou deveríamos ser) na qual a única minoria a ser protegida deve (ou deveria ser) a menor de todas: o ser humano, o brasileiro.
Em tempo: um país que já teve um presidente negro, nomeia a Academia de Letras homenageando um negro, possui uma santa negra como padroeira e reconhece um negro como o maior atleta de todos os tempos, pode ser considerado racista?



Comentários