A um passo do "paredon".

A um passo do "paredon". Ainda não chegamos lá, mas estamos indo bem...




Restrição aos direitos fundamentais de um cidadão nem mesmo o Estado pode fazê-lo. Para restringir o direito ao trabalho nem mesmo uma Emenda à Constituição é cabível.

Todavia, quando da lavra do STF tudo é possível! Veja a matéria.

Ora, não há diferença entre essa decisão do ministro e os arbítrios de Che Guevara ao fuzilar oponentes. O mérito difere, mas a forma do despacho é a mesma.

Penso em quantos descendentes de cubanos, que hoje ainda vivem os horrores do comunismo, tiveram como legado o apoio à revolução de Sierra Maestra em 1959. 

O que estamos apoiando hoje? O que os filhos e netos da pátria viverão amanhã? O que estamos fazendo para evitar isso?


Será que o medo do "paredon" é tão grande, ou não se conhece o tamanho do problema? Ou será as duas alternativas?


 Veja o nosso dite e fique informado.

http://www.cotaperiscopica.com.br/index.php


Comentários